Arquivo da tag: ditadura

A previsão mais assustadoramente precisa de Aldous Huxley sobre a sociedade moderna de 1949

Padrão

 Tradução José Filardo

George Orwell e Aldous Huxley

George Orwell e Aldous Huxley

Por  DNA  | 4 de janeiro de 2014  0 Comentários

lettersofnote.com – Em outubro de 1949, poucos meses após o lançamento da obra prima distópica de George Orwell 1894, ele recebeu uma carta fascinante do colega autor Aldous Huxley – um homem que, 17 anos antes tinha visto a sua própria visão de pesadelo da sociedade publicada na forma do livro Admirável Mundo Novo. O que começa como uma carta de louvor, logo torna-se uma breve comparação entre os dois romances, e uma explicação de por que Huxley acredita que seu próprio trabalho é uma previsão mais realista.

Fantástico.

Curiosidades: Em 1917, muito antes de escreveu esta carta, Aldous Huxley ensinou rapidamente francês a Orwell.

(Fonte: Cartas de Aldous Huxley; Imagem: George Orwell (via) E Aldous Huxley (via) )

Wrightwood. Cal.
 21 de outubro de 1949

Caro Sr. Orwell,

Foi muita gentileza da sua parte instruir seus editores a enviar-me uma cópia do seu livro. Ele chegou quando eu estava no meio de um trabalho que exigia muita leitura e consulta de referências, e uma vez que a visão ruim torna necessário que eu racione minhas leituras, tive que esperar um longo tempo antes de poder embarcar em Mil Novecentos e Oitenta e Quatro.

Concordando com tudo o que os críticos vêm escrevendo sobre ele, eu não preciso dizer-lhe, no entanto, mais uma vez, quão bem e quão profundamente importante é o livro. Posso falar, em vez disso, daquilo com que o livro lida – a revolução final? Os primeiros sinais de uma filosofia da revolução final – a revolução que está além da política e da economia, e que visa a subversão total de psicologia e fisiologia do indivíduo – encontram-se no Marquês de Sade, que se considerava o continuador, o consumador de Robespierre e Babeuf. A filosofia da minoria dominante em “1984” é um sadismo que foi levado à sua conclusão lógica, indo além do sexo e negação. Se, na realidade, a política do bota-na-cara pode continuar indefinidamente parece duvidoso. Minha crença é que a oligarquia dominante encontrará formas menos árduas e esbanjadoras de governar e de satisfazer seu desejo de poder, e essas formas se assemelharão às que eu descrevi em Admirável Mundo Novo. Recentemente, tive a oportunidade de olhar para a história do magnetismo animal e do hipnotismo, e fiquei muito impressionado com a maneira pela qual, por cento e cinquenta anos, o mundo vem se recusando a tomar conhecimento sério das descobertas de Mesmer, Braid, Esdaile, e do resto.

Em parte devido ao materialismo vigente. e em parte devido à respeitabilidade vigente, os filósofos e homens da ciência do século XIX não estavam dispostos a investigar os fatos mais estranhos da psicologia para os homens práticos, tais como políticos, soldados e policiais, para aplicar na área de governo. Graças à ignorância voluntária de nossos predecessores, o advento da revolução final foi adiado por cinco ou seis gerações. Outro acidente de sorte foi a incapacidade de Freud hipnotizar com sucesso e sua consequente depreciação do hipnotismo. Isso atrasou a aplicação geral do hipnotismo à psiquiatria por pelo menos quarenta anos. Mas agora a psicanálise está sendo combinada com a hipnose; e a hipnose tem sido facilitada e indefinidamente extensível através do uso de barbitúricos, que induzem um estado hipnótico e sugestionável, mesmo nos pacientes mais recalcitrantes.

Dentro da próxima geração, eu acredito que os governantes do mundo descobrirão que o nascente condicionamento e a narco-hipnose são mais eficientes como instrumentos de governo que os bastões e as prisões, e que o desejo de poder pode ser tão completamente satisfeito sugerindo às pessoas amar sua servidão quanto através de flagelação e chutes para forçar a obediência. Em outras palavras, eu sinto que o pesadelo de “1984” é destinado a modular o pesadelo de um mundo que se parece mais com o que eu imaginava em Admirável Mundo Novo. A mudança será provocada como resultado de uma necessidade sentida de aumento da eficiência. Enquanto isso, é claro, pode haver uma guerra biológica e nuclear em grande escala – caso em que teremos pesadelos de outros tipos dificilmente imagináveis.

Obrigado mais uma vez pelo livro.

Atenciosamente,

Aldous Huxley

Anúncios